Solenidade do Sagrado Coração de Jesus

Ao Sagrado Coração de Jesus!

 

A devoção ao Sagrado Coração de Jesus é expressão da própria Palavra Revelada. No evangelho de Mateus, percebemos a profunda compaixão de Jesus pelo povo: “Vendo Jesus as multidões, sentiu compaixão, porque estavam cansadas e abatidas como ovelhas sem pastor” (Mt 9,36). De fato, o coração é a sede do sentimento, sobretudo, o lugar privilegiado do amor. Mas é no evangelho de João que o amor infinito do Coração de Jesus derrama a última gota de sangue: “Contudo um dos soldados lhe furou o lado com uma lança, e logo saiu sangue e água”. Desse modo, “tendo amado os seus que estavam no mundo, amou-os até o fim” (Jo 13, 1).

Ao longo da experiência cristã são inúmeros os testemunhos de filhos e filhas que experimentaram a caridade infinita do Coração de Jesus. Mas foi em 1675 que Jesus fez um apelo a Santa Maria Margarida de Alacoque: “Eis este coração que tanto tem amado os homens. Não recebo da maior parte senão ingratidões, desprezos, ultrajes, sacrilégios e indiferenças. Eis que te peço que a primeira sexta-feira depois da oitava do Santíssimo Sacramento (Corpo de Deus) seja dedicada a uma festa especial para honrar o Meu coração, comungando, neste dia, e dando-lhe a devida reparação por meio de um ato de desagravo (…) Prometo-te que o Meu Coração se dilatará para derramar com abundância as influências de Seu divino amor sobre os que tributem essa divina honra e que procurem que ela lhe seja prestada.”

Assim, Jesus revelou as doze promessas do seu divino Coração, as quais alimentam a comunidade cristã e nos convidam a viver segundo o Evangelho cada dia de nossas vidas. Por isso, a devoção é custodiada pelo Apostolado da Oração em nossas comunidades de fé. Sagrado Coração de Jesus, fazei nosso coração semelhante ao vosso.

 

Padre Márcio Paiva

Veja também