Setenário de Maria – A Mãe de Jesus estava lá, aos pés da cruz

Dentro do Setenário das Dores de Maria, iniciado no último dia 17 de março, a Paróquia Nossa Senhora Rainha celebrou na noite da última quinta-feira, dia 22 de março, uma missa e a meditação sobre a 5ª Dor de Maria (“Perto da cruz estavam a Mãe de Jesus e a irmã dela, mulher de Cleófas e também Maria Madalena. E Jesus disse a sua mãe: Aí está o seu filho. E a João ele disse: Aí está sua mãe”. (Jo 19, 25-27)), presididas pelo Pe. Ricardo Barbosa, da Paróquia Nossa Senhora do Morro. O louvor foi conduzido pela cantora Catley, acompanhada por Mário (teclados).

Em sua homilia, Pe. Ricardo Barbosa falou sobre a fé inabalável de Abraão e colocou algumas questões, como “Será que nesse mundo de hoje, nós acreditamos piamente em Deus?”, “Nós somos capazes de fechar os olhos e nos deixar levar se Deus assim quiser?”, “Como está a nossa fé?”. Ele lembrou que Deus é fiel, que Deus realiza todas as obras que Ele prometeu. “E nós? Nós realizamos a obra de amor e misericórdia que Ele nos pede?”

O sacerdote disse que nesse tempo da Quaresma nós tivemos a oportunidade várias vezes de nos reconciliarmos com Deus, de falarmos de Deus para as pessoas, de sermos caridosos. Sobre o jejum nesse período, Pe. Ricardo lembrou que “o jejum que agrada o Pai é fazer a sua vontade, e a sua vontade é que realizemos a sua obra”.

Sobre a 5ª Dor de Maria, ele convidou todos a pensar em Maria aos pés da cruz, mas lembrando que ela é a Maria da alegria, Maria do comprometimento, Maria do serviço, Maria do acolhimento e é também a Maria do sofrimento, que, mesmo triste, sofrendo, magoada, se manteve ali, firme, ao lado do Filho. “E Maria também sofre quando vê hoje um filho abandonado, nas drogas, perdido, sofrendo por não ter onde morar, por não ter quem o acolha”.

Veja também