Retiro Espiritual com Padre Airton – A prudência é uma virtude norteadora de nossa vida

“Virtudes cardeais: a prudência”. Esse foi o tema da pregação de Pe. Airton Freire de Lima no Encontro de Oração e Espiritualidade promovido pela Paróquia Nossa Senhora Rainha na manhã de hoje na Comunidade Bom Jesus do Vale (Avenida Dimas Henrique de Freitas, 17, no Vale do Sereno, em Nova Lima). Em seguida, Pe. Airton presidiu uma celebração eucarística. Amanhã, o sacerdote também vai presidir a missa das 10h de domingo da BJVale.

Encontro também contou com a participação do pároco, Pe. Alexandre Fernandes, que acolheu Pe. Airton e todos os participantes. “Ele é um homem profundamente iluminado e tenho o maior carinho e o maior respeito por ele. E fico muito feliz de tê-lo em nossa paróquia”. Pe. Alexandre disse que as coletas das missas de hoje e de amanhã serão destinadas à Fundação Terra, criada pelo Pe. Airton e que se dedica a cuidar de pessoas carentes no interior de Pernambuco, fornecendo cursos profissionalizantes, reabilitações, tratamento médicos, dentre muitas outras coisas.

Ao falar sobre prudência em sua pregação, Pe. Airton lembrou que “muitas vezes, por um ato de imprudência, por um ato impensado, por não medir as palavras, perdemos uma caminhada até então conquistada duramente”. O sacerdote disse que a prudência é uma virtude e uma necessidade. Durante a pregação, ele pediu aos participantes para pensarem em alguma atitude que tenham tomado de forma impensada e que tenha causado um transtorno, um estrago, e que transformassem isso em preces.

Pe. Airton disse que a prudência não pode ser confundida com medo ou covardia, pois é um cuidado, uma maneira de tomar ciência da situação antes de agir, sabendo o que convém e o que não convém. “Agir com equilíbrio é uma necessidade. Mas não é ter medo, é ter uma atitude firme e serena. E prudência não se trata muito menos de covardia, que é prima-irmã da traição”. O sacerdote ressaltou que a prudência é nobre, pois pensa no melhor a fazer para que o bem venha a prevalecer.

Natural de São José do Egito (PE), onde nasceu em 29 de dezembro de 1955, Pe. Airton foi o criador da Fundação Terra, uma entidade sem fins lucrativos, que procura devolver a dignidade a pessoas muito pobres numa comunidade denominada Rua do Lixo, na periferia de Arcoverde, região semiárida do Agreste de Pernambuco. Lá, as pessoas antes se alimentavam de restos de comida encontrados no lixo e de esmolas conseguidas nas ruas; “morando” em barracos de papelão, lata ou taipa; sem água, sanitários, luz elétrica, rua pavimentada, escola, assistência médica… Enfim, à margem dos valores e dos progressos da sociedade cristã e ocidental.

Confira mais fotos do Retiro Espiritual com Padre Airton

Veja também