A importância das células no Ano do Laicato

A Paróquia Nossa Senhora Rainha promoveu na última quarta-feira, dia 25 de abril, uma missa voltada para os líderes e membros das 80 células paroquiais de evangelização, que foi presidida pelo vigário paroquial, Pe. Arnaldo Cézar. Após a celebração eucarística, os participantes se reuniram com o pároco, Pe. Alexandre Fernandes, que falou sobre as novas diretrizes para o projeto de células da NSRainha, ressaltando a importância do papel delas, em especial neste “Ano do Laicato”.
De acordo com Érica Brito, que, ao lado do marido Fabrício Brito, coordenam o projeto de células na Paróquia, o encontro também é chamado de “Grande Célula”, pois acontece regularmente, sempre precedido de uma missa, e aborda os principais assuntos relacionados com o projeto. “Além de ser uma oportunidade de partilha entre os líderes e membros de células, o encontro também foi um momento de assumirmos um ‘sim’ referente à nossa missão de leigos neste ‘Ano do Laicato’”, ressaltou a coordenadora.
Érica disse que “nós entendemos que o projeto de células é uma das formas dentro da Igreja Católica que melhor exprime a ideia do cristão leigo responsável por levar Jesus aos outros, para além das paredes do templo”. Pe. Alexandre ressaltou a importância de três eixos para o desenvolvimento do projeto de células: o acolhimento, a unidade com a Igreja e a obediência ao pastor. O pároco lembrou o tesouro que representa o estudo semanal das células, que é elaborado conforme a semana litúrgica, e o quanto é edificador o seguimento desse estudo.
No dia 8 de maio, a Paróquia Nossa Senhora Rainha vai realizar um curso de formação para líderes e vice-líderes de células, que serão preparados com o objetivo de ampliar a visão de multiplicação das células e atender à proposta para o Ano do Laicato. Quem ainda não faz parte de alguma célula e tem interesse em participar de uma delas, pode procurar a secretaria paroquial (3286-3034), que vai encaminhar para os coordenadores do projeto de células.

Veja também