Conforto e oração para as famílias enlutadas

Com o objetivo de reconfortar aqueles que choram, que perderam pessoas queridas, acompanhando as famílias enlutadas e acendendo em todos a chama da fé em Cristo Ressuscitado, a Paróquia Nossa Senhora Rainha criou recentemente a Pastoral da Esperança. Na missa das 12h do último domingo, dia 22 de abril, o pároco, Pe. Alexandre Fernandes, realizou a investidura de sete ministros das Exéquias, que a partir de agora passam a fazer parte da Pastoral da Esperança e a ser mensageiros da fé, paz e esperança para os enlutados.

Em sua homilia, Pe. Alexandre disse que os novos ministros das exéquias, da nova Pastoral da Esperança, a exemplo do Bom Pastor, vão acompanhar as pessoas que estão vivendo um momento de luto, orar pelas famílias enlutadas, indo aos cemitérios, fazendo a encomendação da alma daquele defunto que terminou a sua atividade aqui no meio de nós, mas que permanece na fidelidade junto a Deus. “Numa comunidade paroquial tão grande quanto a nossa, o pároco muitas vezes não consegue atender a todos num momento tão difícil quanto esse e os novos ministros poderão me ajudar nessa missão quando eu não puder realizá-la”.

As exéquias são o conjunto de ritos e orações com que a comunidade cristã acompanha seus mortos e os recomenda a Deus. São funções dos Ministros das Exéquias: presidir a celebração da Palavra por ocasião das exéquias; proceder a encomendação do corpo conforme o ritual; dar assistência pastoral à família, preparando-a para a missa de sétimo dia; e exercer o ministério da consolação.

Veja também