Aconteceu

Notícias

Grupo de Oração e Cura Ânima – O amor verdadeiro não espera nada em troca

“O amor e a autoestima”. Esse foi o tema abordado pela psicóloga Andrea Scarpelli em sua pregação no Grupo de Oração e Cura Ânima, promovido pela Paróquia Nossa Senhora Rainha na noite de ontem, dia 2 de outubro, no Salão Paroquial Pedro. O encontro do Grupo é realizado sempre nas primeiras e terceiras segundas-feiras de cada mês, às 20h, com transmissão ao vivo pelo youtube (www.youtube.com/nsrainhatv). O louvor foi conduzido pela cantora Tereza Calonge, que foi acompanhada por Jaime Carvalho no violão.

Em sua pregação, Andrea Scarpelli lembrou que quando nós temos mais consciência daquilo que temos dentro de nós, daquilo que é da nossa história, nós nos tornamos pessoas melhores, mais fáceis de conviver. “Porque na medida em que você se aceita, do jeito que você é, nesse processo de uma construção de uma autoestima, de autoaceitação, de autoconfiança, você também se relaciona de maneira mais sadia com as demais pessoas. Quem é muito rigoroso consigo, acaba colocando um fardo pesado no ombro dos outros”.

A psicóloga disse que muitas vezes os pais, ou mesmo a família, colocam uma pressão muito grande sobre um dos membros, exigindo demais dele, no sentido de que ele tem que ser perfeito, que ele não pode errar nunca, que ele sempre tem que ter êxito nas suas atividades. “Essas pessoas geralmente têm um senso de fracasso, porque na verdade não é possível a gente não fracassar, não é possível na vida a gente não frustrar, a gente não errar”. Por outro lado, ela ressaltou que se os pais, que são aqueles que cuidam, apostam no filho, o filho vai ter mais autoconfiança.

Andrea pontuou que o amor verdadeiro não espera nada em troca. Ele aceita o outro simplesmente pelo fato do outro existir. E isso vale para as relações entre pais e filhos, entre casais, entre amigos, nas relações de trabalho. A psicóloga pediu aos participantes para refletirem sobre algumas questões, como “Quando o outro não cumpre o que você espera, como você reage?”, “E quando Deus não cumpre aquilo que você espera dele, como você reage?”. Ela ressaltou que “a fé nos dá a coragem e que Deus pode nos ajudar a escolher o caminho quando surgir uma bifurcação na nossa estrada”.


Compartilhe: