Aconteceu

Notícias

Grupo de Oração e Cura Ânima – Confiança gera uma saúde emocional equilibrada

A Paróquia Nossa Senhora Rainha realizou na noite de ontem, dia 6 de outubro, no Salão Paroquial Pedro, mais um encontro do Grupo de Oração e Cura Ânima, coordenado pela psicóloga Andrea Scarpelli, que iniciou a abordagem com o subtema “Segurança psicológica”, dentro do tema maior “O amor e a autoestima”. O encontro do Grupo é realizado sempre nas primeiras e terceiras segundas-feiras de cada mês, às 20h, com transmissão ao vivo pelo youtube (www.youtube.com/nsrainhatv). O louvor foi conduzido pela cantora Theresa Calonge, que foi acompanhada por Jaime Carvalho no violão.

Andrea Scarpelli iniciou sua pregação ressaltando que a segurança psicológica é construída a partir de seis ingredientes que, somados a um amor autêntico, criam no nosso ambiente familiar, na nossa convivência, na nossa relação familiar, o clima de amor que é favorável ao desenvolvimento adequado da autoestima. Entre os seis ingredientes (seguranças da confiança, do não julgamento, de ser amado, de possuir sentimentos, da empatia e do crescimento individual), ela abordou ontem a “Segurança da confiança”.

A psicóloga lembrou que, na infância, a gente precisa ser respeitado naquilo que a gente é. “Toda vez que nó somos invadidos e desrespeitados naquilo que somos, nós começamos a nutrir uma relação difícil com aquele outro. Por isso, precisamos nutrir uma relação de amizade, respeito, compreensão e entendimento ”. Ela disse que estabelecer um vínculo de confiança dentro das nossas relações, principalmente dentro das nossas relações familiares iniciais, é fundamental para que a gente tenha esse desenvolvimento da nossa saúde emocional adequada.

Andrea disse que muitas vezes a insegurança e a desconfiança têm origem na infância, em experiências vividas dentro das relações familiares, dentro do ambiente familiar. “Toda família tem conflitos. Mas o conflito dentro do ambiente familiar deve ser visto sempre na dimensão da melhoria e não no sentido de disputa, buscando sempre soluções construtivas”. Ela ressaltou que precisamos aprender a lidar com todas as nossas emoções, frustrações, sucessos, quedas, perdas, procurando sempre entender esses sentimentos de raiva, desânimo, fraqueza, preocupação, cansaço.

Além de toda a parte psicológica, a coordenadora lembrou que “nutrir a confiança em Deus nos ajuda a ter um ambiente familiar mais tranquilo, porque quando a gente confia em Deus a gente sabe quem é o Senhor da nossa casa, o Senhor da nossa vida. Ele vai nos dar mais serenidade para lidar com as coisas, mais tranquilidade, mais paciência”. Ela acrescentou que Deus espera de nós que a gente vá tratando as nossas imperfeições, seja na confissão, seja numa leitura, seja no alimento pela Palavra.


Compartilhe: