Fazer o Bem

Amados e amadas de Deus,

Saúde e paz

A Segunda Carta de São Paulo aos Coríntios ensina: “Se alguém está em Cristo, é uma criatura nova.”. Aproximar-se do Mestre, de seus ensinamentos, gera a renovação necessária. Permite a cada pessoa tornar-se mais feliz, pois se descobre o verdadeiro sentido da vida. Assim, todos são desafiados a descobrir de que modo pode aproximar-se do Mestre.

Contribuir para o bem do outro é caminho para preencher o próprio coração de alegria, enxergar o genuíno sentido da vida. Um compromisso cristão e, ao mesmo tempo, oportunidade para conquistar a própria felicidade.

Costuma-se ouvir, de muitas pessoas, a lamentação de que não há tempo para nada, que as horas passam depressa. Essa afirmação, não raramente, surge para justificar a falta de compromisso com algum tipo de ação solidária ou gesto de altruísmo. Trata-se de um equívoco. Mesmo que a partir de atitudes muito simples, é possível pode fazer o bem a alguém.

Seja, pois, desafio diário, de cada um de nós, estarmos sempre em Cristo, buscando fazer o bem ao próximo, que é irmão.  Assim nos renovamos e contribuímos para transformar o mundo, tornando-o mais justo e fraterno.

Dom Walmor Oliveira de Azevedo

Arcebispo metropolitano de Belo Horizonte

Presidente da Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB)

Veja também