Comunidade acolhe os novos párocos solidários da NSRainha

A comunidade de fé da Paróquia Nossa Senhora Rainha acolheu os novos párocos solidários, padres Aureo Nogueira de Freitas e Arnaldo Cézar de Carvalho, durante Celebração Eucarística na noite deste domingo, 21 de outubro. A missa que marcou o Início do Ministério dos religiosos, foi presidida pelo arcebispo metropolitano da Arquidiocese de BH, dom Walmor Oliveira de Azevedo.

“Desejo ao padre Aureo e ao padre Arnaldo nessa comunhão bonita e desafiadora toda graça de Deus para servir ao seu povo. Com tudo aquilo que é possível na força da fé. E que vocês façam isso com simplicidade, alegria e amor. Deus os abençoe”, disse dom Walmor em sua mensagem de boas vindas aos religiosos. Em sua homilia destacou que os nossos corações precisam de mudança. “Por isso Jesus, por meio de Marcos organiza um passo a passo com seu mestre, que conhece profundo o coração de seus discípulos. Dando a eles a aprendizagem para que possam conquistar a envergadura como verdadeiros missionários. O que nos seduz e nos entorta é exatamente a sede pelo verdadeiro poder, que é o amor”, destacou.

A comunidade também transmitiu sua mensagem de acolhida aos padres: “Sabemos que como sacerdotes aceitaram desafios e que irão conquistá-los, mas também serão conquistados por está paróquia. Tenham a certeza de que nossos corações estão abertos para acolher. Oferecemos aos senhores nosso carinho e a amizade”.

Padre Arnaldo relembrou que ao chegar ao Seminário Coração Eucarístico de Jesus foi recebido por Padre Aureo, seu primeiro formador e por quem tem muito carinho. “Gostaria de dizer a vocês que estamos em perfeita comunhão com a Igreja missionária e ensinamentos do Papa Francisco. Que o amor de Deus possa ser fecundado no coração de cada pessoa. Essa nova etapa inicia-se com a fraternidade e solidariedade entre nós”, destacou.

Como inspiração para a celebração, padre Aureo Nogueira, citou versos de músicas brasileiras que simbolizavam sua vida como religioso.  […] ‘a todos gratidão sem fim; Quem não semear /Não vai colher/ Quem irá me valer? /São meus sonhos no pó da estrada’ […]. “Nesse espírito de agradecimento, dedico essas letras a Deus que me deu o dom da vida, da vocação nascida no seio amoroso da minha família, aqui presente, e também onde dei os primeiros passos para amar a Igreja de modo maior e depois para me tornar presbítero da amada Arquidiocese de BH”, pontuou.

Confira na GALERIA DE FOTOS todas as imagens da celebração:

*Fotos: Marcelo Alvarenga e Idineia Castro Rodrigues

Centenas de fiéis acompanharam a celebração

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Veja também