Começar de novo!

Vai valer a pena ter amanhecido… É o recomeço. Mais um ano que se inicia. Recomeçar parece mesmo ser a lei mais originária do ser e da vida. É assim que após a noite recomeçamos com um novo dia. Após a chuva e a tempestade, recomeça a bonança. Depois da dor e da angústia, vem a libertação. Depois da semente, o broto. Depois do esforço, a vitória. Depois do estudo, o aprendizado. Depois, após, além… Definitivamente não somos apenas daqui. Somos futuro. Recomeçar tem mesmo ares de ressurreição e eternidade.

Que venha 2020. Mas gostaríamos de fazer algumas reflexões nesse pequeno espaço. O início já direciona toda a jornada. Se nos mantemos com os pés no chão e os olhares voltados para Aquele que nos amou primeiro, começamos bem. Não perdemos o princípio de realidade nem nosso destino. Não adianta fazer planos maravilhosos e propósitos antropologicamente muito ricos. É preciso contar com o material de que dispomos, nossa condição, nossos limites e, muitas vezes, contentar-nos com o que é possível no momento. Para começar bem é preciso a paciência da natureza: a semente não vira fruto de um dia para o outro. Precisamos redescobrir a magia e o mistério de cada instante vivido. E colher de cada momento o melhor, pois a vida é uma sucessão de adeus até chegarmos a Deus. Um instante sucede ao outro e de kairós em kairós, construímos a vida e produzimos sentido no mundo.

Desejamos a todos os irmãos e irmãs da paróquia Nossa Senhora Rainha um ano novo de paz e saúde: condições essenciais para se viver. Um ano novo de alegria verdadeira e comunhão em nossa comunidade: expressões existenciais que brotam do evangelho. Fraterno abraço e que o Senhor vos abençoe e vos guarde e vos dê a Paz.

Padres Aureo Nogueira de Freitas e Márcio Antônio de Paiva

Párocos Solidários

Veja também