Ceia do Senhor e início do Tríduo Pascal

Dando início ao Sacro Tríduo Pascal, a Paróquia Nossa Senhora Rainha realizou na noite de quinta-feira, dia 29/03, a Santa Missa da Ceia do Senhor e o rito do Lava-pés, momentos presididos pelo pároco, Pe. Alexandre Fernandes.

Em sua homilia, Pe. Alexandre explicou que a missa da Ceia do Senhor dá início ao Tríduo Pascal e que ele é um grande ato que é dividido em três grandes momentos. “O Santo Tríduo Pascal, o conjunto de três dias formado pela quinta e sexta santa, e pela Vigília Pascal (véspera do Domingo de Páscoa), é celebrado em memória da Paixão, morte e ressurreição de Jesus, conforme os Evangelhos”.

Em sua fala, o sacerdote também explicou que “essa memória não é uma recordação afetiva, mas celebra a memória do mistério de Jesus Cristo”. Em outro momento, o pároco explicou sobre a Eucaristia: “A instituição da Eucaristia narra um momento de profunda e verdadeira paixão de Cristo por nós, pois Ele se entrega como alimento a todos”.

Ao término da reflexão, Pe. Alexandre realizou o rito do lava-pés, repetindo o gesto de Jesus, que na Última ceia lavou os pés dos apóstolos. “Ao lavar os pés de seus discípulos, Jesus demonstrou mais uma vez sua humildade. Ele se colocou abaixo, numa demonstração de igualdade, de amor fraternal”, explicou o sacerdote.

Em referência ao ano do Laicato, que tem o intuito de protagonizar o papel e a missão dos leigos e leigas na Igreja e na sociedade, foram escolhidos doze leigos que se dedicam voluntariamente ao exercício de catequizar as crianças e jovens da NSRainha. “São as catequistas que levam a mensagem da boa nova às crianças e jovens. São elas que propagam a voz de Jesus”, afirmou o padre.

Ao fim da celebração, Pe. Alexandre acompanhando pelo diácono permanente da Arquidiocese de Belo Horizonte, Paulo Taitson, e de Pe. Arnaldo Cézar, vigário da NSRainha, (que antes tinha presidido a Santa Missa da Ceia do Senhor na Comunidade Bom Jesus do Vale), realizaram em profundo silêncio a transladação do Santíssimo Sacramento para o Salão Pedro.

Encerrando as celebrações da quinta-feira Santa, Pe. Décio Piva, da Prelazia da Santa Cruz e Opus Dei, conduziu a meditação com o tema “Eucaristia o céu começa com está comunhão com Jesus”. O sacerdote afirmou que “a Eucaristia não é um sentimento, ela é real. Ela é o memorial da Páscoa, pois é a antecipação da glória celeste”. O padre continuou dizendo que a “Eucaristia é na terra um pedaço do céu, pois estamos com Jesus”. Pe. Décio lembrou ainda que Cristo está presente em cada parte da Eucaristia. “Parte-se o pão, mas não parte o Cristo”, pontuou.

Rosemere Godinho, paroquiana, afirmou que viver a Semana Santa é um fortalecimento da fé. “Acompanhar a Semana Santa é vivenciar a memória do santo sacrifício que Jesus Cristo realizou por todos nós”. Para a dentista Marina Amaral, a Semana Santa “é um período de oração e reclusão, mas principalmente de conversão na fé”.

Veja também