Artigo – “Setembro”

Prof. Antônio de Oliveira
antonioliveira2011@live.com

Quem tem olhos de ver nota a diferença. Festival de tons. Cores variadas: ipê amarelo, roxo, rosa. Frondoso, florido. Imponente belo horizonte. Céu azul, dia claro. Noite de estrelas. Em setembro inicia-se a primavera. “Metade da beleza está na paisagem. A outra metade está nos olhos de quem vê!” (Teresa Surita). Phýsis, em grego Φύσις – Natureza, na mitologia grega, era a divindade primordial das coisas criadas ou surgidas na terra. Deriva de um verbo, em grego, que significa fazer nascer. Primavera é o renascer da natureza. Outros deuses e deusas exerciam sua divindade também no âmbito da natureza. Por exemplo, Talo ou Thallo, que significa broto, era a deusa dos brotos e dos botões de flores, protetora da juventude, idade considerada primaveril.

Olhai os Lírios do Campo é um romance de Érico Veríssimo, de 1938.
Olhai os Lírios do Campo é também uma telenovela brasileira produzida pela Rede Globo e exibida no primeiro semestre de 1980. Esse sugestivo nome foi baseado numa fala de Jesus, cujo conteúdo sintetiza poeticamente a beleza despojada da natureza, que tem sua apoteose na primavera.

Não andeis preocupados, da manhã até a noite, e da noite até a manhã, sobre o que comer ou o que vestir. Olhai para as aves do céu, que não semeiam, nem ceifam, nem ajuntam em celeiros, e vosso Pai celestial as alimenta. Não valeis vós muito mais do que elas? Qual de vós consegue aumentar sua estatura? Por que andais ansiosos pelo que haveis de vestir? Olhai os lírios do campo: eles não trabalham nem fiam, contudo vos digo que nem Salomão em toda a sua glória se vestiu como um deles. Se Deus, pois, assim veste a erva do campo, que hoje existe, e amanhã é lançada ao fogo, quanto mais a vós, homens de fé minúscula?…

A vida seria uma primavera eterna se cada pessoa vivesse a sua vida sem ambições desmedidas ou mando ilimitado, exclusivamente em proveito próprio. E se assim o fizessem também nossos governantes e autoridades!

Veja também