Notícias


TRANSIÇÃO EM SANTO ANTONIO DA PAMPULHA

Com muita bênção, aconteceu nos dias 21 e 22 de outubro de 2017 o módulo 4 – INICIANDO CÉLULAS – na Paróquia Santo Antonio da Pampulha, em Belo Horizonte, MG, sob liderança do Pároco Weliton Lopes. Com grande protagonismo do Espírito Santo, ministrou este módulo uma equipe das células da paróquia Nossa Senhora Rainha composta de 7 casais.

Mais uma paróquia transicionada, que certamente dará muitos frutos.

Que se repitam mais missões como esta.

pampulha 20171022_151141

pampulha IMG-20171022-WA0027

pampulha 20171021_140947

 

 

 

 

 

Curso Emaus Sabado 5

No sábado, dia 8 de abril, último dia do Curso Emaús, a professora Ângela Chineze, diretora nacional da Escola de Evangelização de Santo André (EESA Brasil), iniciou sua palestra abordando o tema “Os sete efeitos que a Palavra de Deus faz na nossa vida”. O primeiro citado por ela foi o efeito criador. “A Palavra cria em nós um coração puro e, em Genesis 1, 1 (“No princípio, Deus criou o céu e a terra”) podemos constatar que criar foi o primeiro verbo”.

Depois, ela citou o efeito separador da Palavra, que separa os bons dos maus, discerne as intenções do nosso coração e nos mostra que podemos ter uma vida na carne ou uma vida no espírito; e o salvador e curador, pois é Deus quem opera, quem faz (“Diga uma só palavra e serei curado…”) e “muitas vezes nós nos preocupamos apenas com a cura física e esquecemos de pedir a Deus a nossa cura espiritual, a cura para o nosso coração”.

Ângela Chineze lembrou que a Palavra de Deus produz fé e converte. Ela disse que a fé vem da pregação e a pregação faz o nosso coração se abrir. Sempre citando passagens bíblicas, como Romanos 10,17 (“Logo, a fé vem pela pregação e a pregação, pela Palavra de Cristo”), a professora lembrou que, quando proclamada, a Palavra de Deus entra em nosso coração. Os outros três efeitos citados por ela foram: “A Palavra de Deus promete o Espírito Santo”, “A Palavra de Deus cria a comunidade” e que “A Palavra de Deus dá vida eterna”, pois Ela é o “mapa para a Jerusalém eterna”.

Ao final da primeira palestra, o pároco, Pe. Alexandre Fernandes, agradeceu a presença da professora Ângela Chineze, elogiou a forma e a metodologia que ela usa no Curso Emaús que incentiva as pessoas a lerem mais a Bíblia, a buscarem uma compreensão maior e explorarem toda a riqueza da Palavra de Deus e a assumirem a missão de levar os ensinamentos de Deus aos outros. Depois, o sacerdote convidou a palestrante para voltar à NSRainha para trabalhar com as catequistas da Paróquia.

Um dos coordenadores do projeto de células da Paróquia NSRainha, Ruy Gomes da Silva Filho, lembra que a ideia de trazer o Curso Emaús surgiu quando um grupo de células da NSRainha esteve no Congresso Nacional de Células, realizado no ano passado em São José dos Campos (SP), e conheceu o trabalho da professora Ângela Chineze e a Escola de Evangelização Santo André, presente em mais de 170 países.

Ruy explica que a metodologia do curso é bem apropriada para o projeto de células, que se reúnem nas casas com o objetivo de estudar, partilhar e meditar sobre a Palavra de Deus. E esse Curso do Emaús vem resgatar esse amor à Palavra e incentivar o seu estudo. O coordenador lembrou que nos dias 31 de agosto e 1 e 2 de setembro deste ano, a NSRainha vai promover um Seminário com a presença de Joseph H. Prado Flores, diretor e fundador da Escola de Evangelização Santo André.

Em seu curso, Angela ainda abordou “As sete atitudes para uma aliança com a Palavra”, ressaltando que ela é para ser lida e escutada, para ser acreditada e estudada. “Temos que ter conteúdo para evangelizar, para passar para nossos filhos, nossos irmãos, pois o outro merece o melhor, já que Deus nos deu o seu melhor”. Ela lembrou também que devemos orar com a Palavra, memoriza-la, proclamá-la e vive-la, pois somos exemplos vivos da Palavra de Deus.Na parte da tarde, no Salão Pedro, os participantes fizeram a encenação de uma Sinagoga de Israel, usando trajes e ouvindo músicas típicas da época de Jesus. Eles perscrutaram as Escrituras, passando por personagens bíblicos, sábios, mestres e profetas. O Curso de Emaús foi encerrado com uma celebração eucarística, presidida pelo Pe. Alexandre. Logo após a missa, o pároco conversou com os participantes sobre o Curso Emaús, ouvindo a opinião deles sobre o conteúdo, o formato e o aprendizado para as células.

Curso Emaus Sabado 6

 

Missa e confraternização – Células, testemunho vivo do anúncio do Reino de Deus – EM 03/12

Pe. Alexandre presidiu a celebração eucarística do encontro das célula.

Todas as células da Paróquia Nossa Senhora Rainha se reuniram na tarde de hoje na Comunidade Bom Jesus do Vale, no Vale do Sereno, em Nova Lima, para participar de uma missa, presidida pelo pároco, Pe. Alexandre Fernandes; e de um momento de oração, confraternização e agradecimento por todas as graças alcançadas na vida pessoal, familiar, profissional e nas células do ano de 2016. O louvor foi conduzido pelo músico José Velloso, em voz e violão.

“O ano de 2016 foi muito frutífero”, disse o coordenador do projeto de células da NSRainha, Ruy Gomes da Silva Filho

Em sua homilia, Pe. Alexandre lembrou que é dentro da Igreja que nós somos convidados a dar testemunho daquilo que Deus fez por nós e que é para além dela que nós devemos levar aquilo que nós recebemos. “Por isso, é tão bonito quando a Igreja se reúne em pequenos grupos, que chamamos de células paroquiais de evangelização, porque nesses grupos nós somos capazes de orar por aqueles que estão doentes, animar aqueles que estão desanimados, purificar algumas situações que estão contaminadas e, ao mesmo tempo, expulsar alguns demônios que precisam ser expulsados”.

A célula “Luz da vida”, liderada por Emanuelly Dias, desenvolveu um trabalho de ajuda à ABET

 

O sacerdote ressaltou que as células têm uma importância muito grande, porque elas são um testemunho vivo do anúncio do Reino de Deus. Além disso, elas são o nosso comprometimento com aquilo que a Igreja nos deu, o nosso comprometimento em levar a Palavra de Deus a outras pessoas, a partilhar aquilo que recebemos. “Por isso, acho inconcebível que uma célula seja fechada nela mesmo, pois ela deve ser aberta, aberta à multiplicação, para não perder o vigor da oração, o vigor de acreditar em Jesus, o vigor da evangelização, da Palavra, pois cada pessoa nova que chega é um desafio”.

Rosemary Caldeira, líder da célula “Amigos para sempre”: “crescemos como família em nossa caminhada de fé”

O coordenador do Projeto de Células Paroquiais de Evangelização da NSRainha, Ruy Gomes da Silva Filho, agradeceu a presença de todos e disse que o encontro “é um momento para celebrar e agradecer a Deus por tantas bênçãos e glórias que recebemos por meio do projeto de células, cujo o objetivo é a evangelização através desses grupos que se encontram nas casas”. Ele lembrou que Seminário IDE deste ano foi muito frutífero e convidou todos a participarem de um encontro de células que será realizado nos dias 7, 8 e 9 de abril de 2017, com a participação da Escola de Evangelização Santo André, por meio da sua coordenadora e presidente e Ângela Chineze.

 

Para Emanuelly Dias, líder da célula “Luz da Vida”, formada apenas por mulheres, o ano de 2016 foi muito especial. “Além de partilharmos a oração e o nosso crescimento na fé, nós resolvemos ajudar a Associação Brasileira de Esclerose Tuberosa (ABET), que cuida de pessoas que têm esclerose tuberosa, que é uma doença genética, praticamente desconhecida no Brasil, que afeta diversos órgãos do corpo e leva ao desenvolvimento de tumores benignos que, se não forem tratados, podem prejudicar o funcionamento de órgãos como o cérebro, rins e pulmões, podendo levar à morte”. Ela disse que todos se envolveram e se entregaram na tarefa de ajudar de alguma forma.

O encontro de confraternização reuniu diversas células na Bom Jesus do Vale

Muitas células da NSRainha se formaram a partir de encontros, cursos e seminários promovidos pela Paróquia. A célula “Amigos para sempre” surgiu de um encontro de casais, em 2008. A líder, Rosemary Caldeira, disse que desde então o grupo vem seguindo firme e unido na caminhada de fé. “Muita coisa aconteceu nesse período, mas crescemos como uma família unida na fé, crescemos espiritualmente e também no sentido de participar da comunidade, como servos”.

A célula de noivos do casal Camila Godinho e Felipe Faria vai se transformar em breve em célula de casados

Outras células surgiram de um grupo que vai naturalmente se transformando, como é o caso da célula “Santo Anjo”, da qual faz parte o casal de namorados Felipe Faria e Camila Godinho. “Fomos convidados por um casal de amigos (Gabriele e Paulo), que eram noivos na época, assim como todos os outros membros da célula. Mas atualmente quase todos já estão casados e a nossa célula vai se transformar definitivamente em uma célula de casados em novembro de 2017, quando pretendemos nos casar na NSRainha”, contam os dois.

 

 

 

img-20161117-wa0000