Papa: experiência do encontro com Jesus nos leva a seguir caminhos diferentes

“Toda experiência de encontro com Jesus nos leva a seguir caminhos diferentes, porque dele vem uma força boa que cura o coração e nos separa do mal”, disse o Papa no Angelus da Solenidade da Epifania.

Jackson Erpen – Cidade do Vaticano

“Toda experiência de encontro com Jesus nos leva a seguir caminhos diferentes, porque dele vem uma força boa que cura o coração e nos separa do mal.”

A mudança de direção na vida dos Magos após terem encontrado o Menino Jesus guiados pela estrela, inspirou a reflexão do Papa Francisco no Angelus da Solenidade da Epifania, celebrada neste 6 de janeiro no Vaticano, na Itália e em outros países.

Falando aos milhares de peregrinos e turistas presentes na Praça São Pedro, o Santo Padre recordou o que descreve Mateus: “Avisados em sonho para não voltarem a Herodes, retornaram para a sua terra, seguindo outro caminho”.

Esses sábios, vindos de regiões distantes, depois de terem viajado muito, encontram aquele que desejavam conhecer depois de tê-lo procurado por um longo tempo, certamente também com dificuldades e vicissitudes. E quando finalmente alcançam sua meta, se prostram diante do Menino, o adoram, oferecem a ele seus preciosos dons. Após partem novamente, sem demora, para retornar à sua terraMas aquele encontro com o Menino, transformou as suas vidas.

O estilo de Deus

O encontro com Jesus – explica o Papa –  não retém os magos, antes pelo contrário, infunde-lhes um novo impulso para retornar ao seu país, para contar o que viram e a alegria que sentiram”:

Nisto está uma demonstração do estilo de Deus, do seu modo de se manifestar na história. A experiência de Deus não nos bloqueia, mas nos liberta; não nos aprisiona, mas nos coloca em caminho, nos coloca novamente nos lugares habituais de nossa existência.

“Os lugares são e serão os mesmos, mas nós, após o encontro com Jesus, não somos os mesmos de antes. O encontro com Jesus nos muda, nos transforma.”

Encontro com Jesus nos faz mudar de direção

Após o encontro com Jesus, os Magos retornam a seus locais de origem, mas “por outro caminho”, como descreve Mateus. “Eles são levados a mudar de direção advertidos pelo aviso do anjo, para não encontrar Herodes e seus planos de poder:

“Toda experiência de encontro com Jesus nos leva a seguir caminhos diferentes, porque dele vem uma força boa que cura o coração e nos separa do mal.”

Deus abre caminhos de novidade e liberdade

“Retorna-se “ao próprio país”, mas “por outro caminho”: continuidade e novidade, observa Francisco, explicando que isso indica “que somos nós que temos que mudar, transformar nosso modo de viver, mesmo no ambiente usual, a modificar os critérios de juízo sobre a realidade que nos rodeia”:

Eis a diferença entre o verdadeiro Deus e os ídolos traiçoeiros, como o dinheiro, o poder, o sucesso, …; entre Deus e aqueles que prometem dar a você esses ídolos, como os magos, os cartomantes, os feiticeiros. A diferença é que os ídolos nos amarram a eles, nos tornam ‘ídolos-dependentes’, e nós nos apossamos deles. O verdadeiro Deus não nos retém nem se deixa reter por nós:  nos abre caminhos de novidade e liberdade, porque Ele é Pai que está sempre conosco para nos fazer crescer.

“Se tu encontras Jesus, se tens um encontro espiritual com Jesus, lembra-te: deves retornar aos mesmos lugares de sempre, mas por outro caminho, com um outro estilo. É assim, é o Espírito Santo, que Jesus nos dá, que nos transmforma o coração.”

Peçamos à Virgem Maria – foi o pedido do Papa ao concluir – para que possamos nos tornar testemunhas de Cristo ali onde estamos, com uma nova vida transformada por seu amor.

Natal segundo o Calendário Juliano

Após rezar o Angelus, o Papa Francisco saudou, em particular, “os irmãos das Igrejas Orientais, Católicas e Ortodoxas, muitos dos quais celebram amanhã o Natal do Senhor. Para eles e para suas comunidades desejamos a luz e a paz de Cristo Salvador. E façamos um aplauso aos nossos  irmãos ortodoxos e católicos das Igrejas Orientais.”

Infância Missionária

O Papa também recordou que no dia da Epifania é celebrado o Dia Mundial da Infância Missionária:

É a festa das crianças e dos jovens missionários que vivem o chamado universal à santidade, ajudando os seus pares mais necessitados, mediante a oração e os gestos de partilha. Rezemos por eles.

Papa saúda expressões populares da Epifania

Francisco também saudou os participantes do Cortejo histórico-folclórico inspirado na tradição da Epifania, aos cuidados neste ano da região de Allumiere e di Vale “del Mignone”. O Cortejo percorreu a Via da Conciliação até a Praça São Pedro, para participar do Angelus. O Papa também estendeu sua saudação aos cortejos dos Magos realizados em numerosas cidades e vilarejos da Polônia”, acrescentando:

Me apraz saudar as tão belas expressões populares relacionadas à Festa de hoje – penso na Espanha, na América Latina, na Alemanha – tradições que são mantidas em seu genuíno significado cristão.

*Fonte: Vatican News

Veja também