Fazer o sinal da cruz nos momentos de perigo

Durante a audiência geral do dia 18 de abril de 2018, na Praça São Pedro, Papa Francisco ensinou o poder que está por trás do sinal da Santa Cruz. O pontífice insistiu no significado do gesto que os cristãos costumam fazer em momentos de perigo e para pedir proteção contra o mal. Segundo ele, cada fiel cristão deve saber se abençoar para demonstrar que pertence a Cristo. “Toda a nossa vida, as nossas palavras, ações e nossos pensamentos estão sob o sinal da cruz, ou seja, do amor de Cristo ao extremo. Fazer o sinal da cruz quando acordamos, antes das refeições, diante de um perigo, em defesa contra o mal, antes de dormir, significa dizer a nós mesmos e aos outros a quem pertencemos, quem queremos ser”, disse Francisco.

O Papa pediu aos pais que ensinem às crianças o significado do sinal da cruz. Isso, segundo Francisco, ajuda-nos a compreender o dom que recebemos no Batismo. “Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém!” – É um ato de livramento e deve ser feito com a maior reverência, consciência, fé e amor, pois expressa nossa fé no Mistério da Santíssima Trindade, cerne de nossa fé cristã, Deus em si mesmo. Deve ser feito com a mão direita, levando-a da testa à barriga, e do ombro esquerdo ao direito. Dizia Proclo de Constantinopla, bispo: “A cruz que fecunda a Igreja, ilumina os povos, guarda o deserto, abre o paraíso.”

Veja também